Página Inicial

Institucional

Locação de Veículos Executivos

Nossos Motoristas

Frota de Veículos

Serviços

Orçamento

Trabalhe Conosco

Notícias

Contato

Orçamento em transporte VIP
Faça um orçamento sem compromisso com a Transvalix.
Notícias sobre Transporte Executivo

09/12/2011

Paris inicia programa de aluguel de carros elétricos

Paris, na França, lançou nesta segunda-feira (5) um programa de compartilhamento de carros elétricos para reduzir a poluição atmosférica e sonora nas ruas de paralelepípedos desta cidade medieval, que quer se tirnar uma inovadora cidade do futuro.

Autolib', um projeto construído sobre o mesmo conceito do bem sucedido sistema de aluguel de bicicletas da cidade, é um “self-service” de carro elétrico que quer se tornar parte da vida de Paris como é a Torre Eiffel ou a Catedral de Notre Dame.

Enquanto muitas cidades do mundo têm desenvolvido veículos alternativos mais ecológicos, com baixa emissão de gás carbônico, Paris diz que seu programa é o maior de seu tipo: 250 veículos estarão disponíveis nas ruas nesta segunda-feira, sendo que a previsão é de 2 mil unidades até o fim do primeiro semestre de 2012 e 3 mil dentro dos próximos dois anos.

O Bluecar, um compacto de quatro lugares, é uma colaboração da empresa de design italiana Pininfarina e do conglomerado francês Groupe Bollore, que espera mostrar sua tecnologia de bateria de lítio.

Potenciais utilizadores terão uma licença válida e cartão de crédito ao se inscreverem on-line ou por videoconferência com um representante de serviço ao cliente em um dos 40 pontos espalhados por Paris e pelas cidades da região.

O serviço vai custar 10 euros por dia ou 15 euros por semana ou ainda 144 euros por ano. Em caso de danos, eles serão cobrados do cartão do usuário.

Os usuáruios terão um cartão magnetizado que, colocado contra a janela do lado do motorista, abre a porta do carro. Uma chave presa à coluna de direção liga o carro. Ele vem ainda com alertas sonoros que são ativados por um botão na alavanca da coluna de direção para alertar os pedestres de Paris, já que o carro é totalmente silencioso.

"O primeiro interesse da cidade é lutar contra a poluição do ar, mas além de não emitirem dióxido de carbono, eles não fazem barulho. Estudos mostram que o primeiro incômodo na cidade é o ruído", disse Sylvain Marty, que lidera a parceria Autolib multi-cidade com o setor privado.

Autolib' também aborda o que os analistas têm apontado há muito tempo como um grande obstáculo para o desenvolvimento de carros elétricos: a falta de infra-estrutura. Por isso, estações de carregamento não o suficiente. Para abastecer os carros, os ususários dos carros elétricos vão pagar 180 euros por ano para abastecer os veículos em postos de carregamento do programa Autolib '.

Durante os últimos seis meses, 1,2 mil estações de carregamento foram instaladas e espaços de estacionamento foram criados exclusivamente para os usuários Autolib '. A empresa diz que os carros têm autonomia para rodar 250 quilômetros com uma única carga.

Cerca de 2 mil pessoas já se inscreveram na Autolib' e autoridades de outras cidades como Guangzhou, na China, e Rio de Janeiro já visitaram Paris para verificar o sistema, disse Marty.

Porém, o sistema ganhou críticas. O maior partido verde francês diz que o carro elétrico irá drenar mais energia das usinas nucleares da França, além do problema com descarte de baterias e do estímulo para as pessoas dirigirem mais.

Autoridades da cidade insistem que pouco há risco para os contribuintes, porque as empresas do setor privado assinaram um compromisso de 12 anos.

O Groupe Bollore, que é dirigido por um amigo do conservador presidente francês, Nicolas Sarkozy, diz que pelo menos 80 mil assinantes são necessários para o programa se tornar rentável rentável, o que não deve acontecer nos próximos sete anos. "Estamos apostando na ‘propaganda’ boca a boca das pessoas que experimentá-lo", afirmou Disse Marty.

Outras cidades têm projetos semelhantes, mas muito menores em escala. Berlim lançou um programa piloto na primavera passada, que combina uma rede de 40 carros elétricos e bicicletas com o sistema de transportes da cidade pública existente. Esses carros, de propriedade do operador ferroviário alemão Deutsche Bahn, fazem parte de uma frota de 65 veículos elétricos também em Hamburgo, Frankfurt e Saarbruecken.

Já a maior empresa de compartilhamento de carros da Suíça, a Mobility, começou a oferecer carros elétricos em algumas das suas centenas de pontos de coleta em todo o país.

Apesar da grande investida do projeto Autolib’ ele, na verdade, complementa outros meios de transporte, porque mesmo com 3 mil unidades em circulação não será suficiente para atender os cerca de 12 milhões de pessoas da região metropolitana de Paris.

“Não se trata de competir com o transporte público ou com o programa de compartilhamento de bicicleta”, destaca o líder da parceria.


Fonte: Auto Esporte

+ Notícias
Telefones: (11) 99868-1000/2272-6000